Wagner de Miranda

Autores

Wagner de Miranda

É diretor de teatro, ator, performer, cenógrafo, figurinista e artista visual. Fundou e dirigiu a Cia Teatro das Epifanias de 2002 a 2007, ganhadora da Lei de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo em 2007, integrante do projeto Ateliê Compartilhado. Como ator, trabalhou com diretores como Amir Haddad, Marcio Vianna, Dagoberto Feliz, Marilena Bibas, Tizuka Yamazaki, Emílio di Biasi, Luiz Fernando Carvalho e Gabriel Villela. É diretor artístico da Cia Espontânea de Teatro, fundada em 2010, na qual realizou trabalhos como “Malas, palhaços e cambalachos” – prêmio de melhor ator, figurinos e cenografia no II Festival de Teatro da Cidade de São Paulo e “Tia Emanuelle”, indicada como melhor peça musical no Prêmio Bibi Ferreira, e o espetáculo de dança/performance “Sintonia”, apresentado em vários países como Brasil (Rio de Janeiro e São Paulo) México (Universidade de Puebla) e Estados Unidos (Nova York e Miami). A Cia Espontânea de Teatro pesquisa as interações entre linguagens artísticas e tecnologia.

É professor convidado da PG em Processos de Criação da Universidade do Algarve, e das pós-graduações em História da Arte e em Teatro Educação da Faculdade Paulista de Artes.

Doutor (com bolsa CAPES) e mestre (com bolsa CNPq) em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Especialista em História da Arte: Teoria e Crítica. Graduado em Artes Visuais pela Faculdade Paulista de Artes. Formou-se ator na Casa das Artes de Laranjeiras – CAL, no Rio de Janeiro.

Investigador colaborador do Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC) e membro do Grupo de Pesquisa em Processos de Criação da PUC-SP. Editor da Manuscrítica – Revista de Crítica Genética, publicação da Associação dos Pesquisadores em Crítica Genética – APCG e da Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês da Universidade de São Paulo.

Áreas de interesse

Publicações